Mais uma dose, é claro que eu estou afim.




O transporte coletivo de São Paulo, mais uma vez eu falando dele, e pra variar falando mal, só pra gente entender e ter uma referência.
Vamos colocar o trêm no trilho. Pêrua, Lotação, Ônibus, é tudo mesmo coisa, com a diferênça que o Micro-ônibus na teoria se desloca mais rápido.

Hoje, as 7 da manhã, estava na Av. Profº João Batista Conti x Av. Nagib Farah Maluf, fui pedalando bem devagar e fazendo algumas paradas, pois estava com uma ciclista dita iniciante. Chegamos no Metrô Itaquera 8 horas da manhã. Pegamos a ciclovia Caminho Verde e fomos pedalando, devagar fazendo algumas paradas até o Metrô Tatuapé. Chegamos as 8H45

Desenhando


Cohab II Itaquera Tatuapé
7h 8h 8h45 = 1h45 pedalando devagar.

Neste mesmo dia, já a tarde, sem o transito de manhã, o gênio aqui precisava chegar ao Metrô Belém. E resolveu integrar as Pêruas ( Micro-ônibus) com o Metrô.
Pra inicio de conversa não sei quanto tempo fiquei esperando no ponto um ônibus ou uma perua passar, 15 minutos ou 45 minutos seria o mesmo absurdo ao final desta conta. Resolvi pegar a pêrua Metrô Itaquera via Roseira. Cheguei no Metrô Itaquera as 15 horas.
Já bufando entrei no metrô em Itaquera e cheguei no Metrô Belém as 15h30 – o mesmo tempo que faria se estivesse de bike.

Desenhando

Guaianases Itaquera Belém
14h 15h 15h30 = 1h30 de “ônibus” e Metrô


O pior de tudo é que não é a primeira vez que isso acontece, nem a primeira vez que faço esta comparação, também não será a última, pois utilizar o transporte coletivo de São Paulo, é um mal necessário, como se fosse uma droga da qual somos dependentes e não há clínica de rehabilitação que nos cure. Somente quando todos andarem de bicicletas é que teremos um mundo melhor.
COMPARTILHAR:

+1

Mais uma dose, é claro que eu estou afim.




O transporte coletivo de São Paulo, mais uma vez eu falando dele, e pra variar falando mal, só pra gente entender e ter uma referência.
Vamos colocar o trêm no trilho. Pêrua, Lotação, Ônibus, é tudo mesmo coisa, com a diferênça que o Micro-ônibus na teoria se desloca mais rápido.

Hoje, as 7 da manhã, estava na Av. Profº João Batista Conti x Av. Nagib Farah Maluf, fui pedalando bem devagar e fazendo algumas paradas, pois estava com uma ciclista dita iniciante. Chegamos no Metrô Itaquera 8 horas da manhã. Pegamos a ciclovia Caminho Verde e fomos pedalando, devagar fazendo algumas paradas até o Metrô Tatuapé. Chegamos as 8H45

Desenhando


Cohab II Itaquera Tatuapé
7h 8h 8h45 = 1h45 pedalando devagar.

Neste mesmo dia, já a tarde, sem o transito de manhã, o gênio aqui precisava chegar ao Metrô Belém. E resolveu integrar as Pêruas ( Micro-ônibus) com o Metrô.
Pra inicio de conversa não sei quanto tempo fiquei esperando no ponto um ônibus ou uma perua passar, 15 minutos ou 45 minutos seria o mesmo absurdo ao final desta conta. Resolvi pegar a pêrua Metrô Itaquera via Roseira. Cheguei no Metrô Itaquera as 15 horas.
Já bufando entrei no metrô em Itaquera e cheguei no Metrô Belém as 15h30 – o mesmo tempo que faria se estivesse de bike.

Desenhando

Guaianases Itaquera Belém
14h 15h 15h30 = 1h30 de “ônibus” e Metrô


O pior de tudo é que não é a primeira vez que isso acontece, nem a primeira vez que faço esta comparação, também não será a última, pois utilizar o transporte coletivo de São Paulo, é um mal necessário, como se fosse uma droga da qual somos dependentes e não há clínica de rehabilitação que nos cure. Somente quando todos andarem de bicicletas é que teremos um mundo melhor.