Não Rolou. Tevez, só em Janeiro

"Sem tempo hábil", Corinthians desiste de contratar Tevez


Negócio com Tevez não seria concluído antes desta quarta

O Corinthians anunciou na noite desta terça-feira que não tentará mais contratar o atacante argentino Carlos Tevez. Em nota oficial, o clube paulista explicou que não haveria tempo hábil para concluir a transação antes de quarta, quando se fecha a janela de transferências internacionais no Brasil.
A notícia de que o Corinthians negociava com Tevez foi divulgada na segunda-feira da semana passada. O argentino, alegadamente insatisfeito no Manchester City, da Inglaterra, tinha o desejo de atuar mais perto da família, que mora em Buenos Aires. O time alvinegro, que ele defendeu entre 2005 e 2006, era o principal interessado.
Tevez, que está na mira do Corinthians, perdeu o único pênalti da Argentina no desempate com o Uruguai. Foto: APO Corinthians havia feito uma proposta de R$ 90 milhões por Tevez, utilizando as verbas dos direitos de transmissão de TV que receberá ao longo das próximas quatro temporadas. O valor, assim, seria diluído em quatro parcelas. Contudo, o curto prazo para dar fim às negociações inviabilizou o negócio.
"Mesmo reconhecendo o esforço do Manchester City e de todos os envolvidos na negociação, não existe mais tempo hábil para que a transferência seja concretizada, tendo em vista que a janela de inscrições para atletas vindos do exterior se encerra nesta quarta-feira", explicou o Corinthians.
Tevez, na semana passada, também havia dado sinal verde para regressar ao Parque São Jorge, clube pelo qual conquistou o Campeonato Brasileiro de 2005. Durante a participação da Argentina na Copa América, ele disse que não teria problemas em voltar a vestir a camisa alvinegra.
A desistência ocorreu após mais um empecilho colocado pelos ingleses na negociação. A última imposição foi a obrigatoriedade do pagamento à vista da primeira parcela, de 10 milhões de euros (cerca de R$ 22 milhões).
O Corinthians propôs a quitação em quatro parcelas, com início em fevereiro de 2012, mas não teria como arrumar esse dinheiro ainda esta semana. Sem contar o valor referente aos 15% cobrados pela Receita Federal, que agregaria outros R$ 3,3 milhões.
Essa foi apenas a última pedra colocada pelo City nas negociações. A primeira foi a reclamação do parcelamento em quatro anos, com a intenção de receber em quatro parcelas de seis meses. Ou seja, em dois anos.
Depois, foi a vez de reclamar do próprio valor. Os ingleses queriam receber a multa rescisória, na casa de 56 milhões de euros. Diante disso, e sem condições de aumentar o valor, o presidente Andrés Sanchez tentou a última cartada: se comprometeu a pagar um bônus anual em caso de sucesso da passagem do ídolo argentino no clube - isso não incluiria só os resultados em campo, mas também o sucesso em ações de marketing e venda de camisas.
Confira o comunicado corintiano
A diretoria do Sport Club Corinthians Paulista vem a público para comunicar oficialmente a impossibilidade da contratação do atacante argentino Carlos Tevez.
Mesmo reconhecendo o esforço do Manchester City e de todos os envolvidos na negociação, não existe mais tempo hábil para que a transferência seja concretizada, tendo em vista que a janela de inscrições para atletas vindos do exterior se encerra nesta quarta-feira, dia 20 de julho.
Ciente do enorme sonho da torcida em ter de novo o atacante como jogador do Corinthians, a diretoria espera poder contar com Tevez em um futuro próximo. Terra
COMPARTILHAR:

+1

Não Rolou. Tevez, só em Janeiro

"Sem tempo hábil", Corinthians desiste de contratar Tevez


Negócio com Tevez não seria concluído antes desta quarta

O Corinthians anunciou na noite desta terça-feira que não tentará mais contratar o atacante argentino Carlos Tevez. Em nota oficial, o clube paulista explicou que não haveria tempo hábil para concluir a transação antes de quarta, quando se fecha a janela de transferências internacionais no Brasil.
A notícia de que o Corinthians negociava com Tevez foi divulgada na segunda-feira da semana passada. O argentino, alegadamente insatisfeito no Manchester City, da Inglaterra, tinha o desejo de atuar mais perto da família, que mora em Buenos Aires. O time alvinegro, que ele defendeu entre 2005 e 2006, era o principal interessado.
Tevez, que está na mira do Corinthians, perdeu o único pênalti da Argentina no desempate com o Uruguai. Foto: APO Corinthians havia feito uma proposta de R$ 90 milhões por Tevez, utilizando as verbas dos direitos de transmissão de TV que receberá ao longo das próximas quatro temporadas. O valor, assim, seria diluído em quatro parcelas. Contudo, o curto prazo para dar fim às negociações inviabilizou o negócio.
"Mesmo reconhecendo o esforço do Manchester City e de todos os envolvidos na negociação, não existe mais tempo hábil para que a transferência seja concretizada, tendo em vista que a janela de inscrições para atletas vindos do exterior se encerra nesta quarta-feira", explicou o Corinthians.
Tevez, na semana passada, também havia dado sinal verde para regressar ao Parque São Jorge, clube pelo qual conquistou o Campeonato Brasileiro de 2005. Durante a participação da Argentina na Copa América, ele disse que não teria problemas em voltar a vestir a camisa alvinegra.
A desistência ocorreu após mais um empecilho colocado pelos ingleses na negociação. A última imposição foi a obrigatoriedade do pagamento à vista da primeira parcela, de 10 milhões de euros (cerca de R$ 22 milhões).
O Corinthians propôs a quitação em quatro parcelas, com início em fevereiro de 2012, mas não teria como arrumar esse dinheiro ainda esta semana. Sem contar o valor referente aos 15% cobrados pela Receita Federal, que agregaria outros R$ 3,3 milhões.
Essa foi apenas a última pedra colocada pelo City nas negociações. A primeira foi a reclamação do parcelamento em quatro anos, com a intenção de receber em quatro parcelas de seis meses. Ou seja, em dois anos.
Depois, foi a vez de reclamar do próprio valor. Os ingleses queriam receber a multa rescisória, na casa de 56 milhões de euros. Diante disso, e sem condições de aumentar o valor, o presidente Andrés Sanchez tentou a última cartada: se comprometeu a pagar um bônus anual em caso de sucesso da passagem do ídolo argentino no clube - isso não incluiria só os resultados em campo, mas também o sucesso em ações de marketing e venda de camisas.
Confira o comunicado corintiano
A diretoria do Sport Club Corinthians Paulista vem a público para comunicar oficialmente a impossibilidade da contratação do atacante argentino Carlos Tevez.
Mesmo reconhecendo o esforço do Manchester City e de todos os envolvidos na negociação, não existe mais tempo hábil para que a transferência seja concretizada, tendo em vista que a janela de inscrições para atletas vindos do exterior se encerra nesta quarta-feira, dia 20 de julho.
Ciente do enorme sonho da torcida em ter de novo o atacante como jogador do Corinthians, a diretoria espera poder contar com Tevez em um futuro próximo. Terra