Agradecimentos

Eu vou te matar,
Te esfolar, te estripar,
cortar você todinha, meu amor.

“Sem dúvida cometi o mesmo erro
Quando o sol ainda brilhava”.
Pois então seu enterro
Será no fundo de casa

No sofá o teu sangue,
não macha a rubra toalha
Mas do chão em diante

O melado corre pra sala
e desce pela escada
que vai a rua delatar-me

Cada pedaço amaria,
se os desencontros não fossem,
como os assassinatos, inevitáveis
Je t'aime te diria,
Se soubesse que seus desejos
eram todos Insaciáveis

Agradecimentos: Bruno, Farah Jorge Farah, Xia Xinfeng, Silvia Almeida, Zélia Maria Gonçalves...entre outros que minha memória não é capaz de trazer a tona...
  
COMPARTILHAR:

+1

Agradecimentos

Eu vou te matar,
Te esfolar, te estripar,
cortar você todinha, meu amor.

“Sem dúvida cometi o mesmo erro
Quando o sol ainda brilhava”.
Pois então seu enterro
Será no fundo de casa

No sofá o teu sangue,
não macha a rubra toalha
Mas do chão em diante

O melado corre pra sala
e desce pela escada
que vai a rua delatar-me

Cada pedaço amaria,
se os desencontros não fossem,
como os assassinatos, inevitáveis
Je t'aime te diria,
Se soubesse que seus desejos
eram todos Insaciáveis

Agradecimentos: Bruno, Farah Jorge Farah, Xia Xinfeng, Silvia Almeida, Zélia Maria Gonçalves...entre outros que minha memória não é capaz de trazer a tona...