Violência Policial

Hoje de manha vi uma cena que muito me incomodou.
Um policial civil deu tapa na cara de um cidadão. O fato se deu na Rua Agrimensor Sugaya. A cena que vi foi a seguinte:
O policial olhava para o cidadão. o Cidadão disse algo. O policial retrucou. o cidadão disse outra coisa. O policial não gostou e deferiu um golpe no rosto do cidadão. Na cena do havia um carro de policia (civil) e o carro provavelmente do cidadão.

Agora me pergunto, quem era aquele cara? o que ele estava fazendo ali ? que circunstancias levaram o policial a dar uma bofetada na cara dele. seja qual for, penso eu, não valia a violência policial. Uma coisa que pode acontecer com qualquer um de nós.

Depois que aquele cidadão levou o tapa. Percebi em seu rosto que aquele tapa não doeu no rosto, mas sim doía na alma.
COMPARTILHAR:

+1

Violência Policial

Hoje de manha vi uma cena que muito me incomodou.
Um policial civil deu tapa na cara de um cidadão. O fato se deu na Rua Agrimensor Sugaya. A cena que vi foi a seguinte:
O policial olhava para o cidadão. o Cidadão disse algo. O policial retrucou. o cidadão disse outra coisa. O policial não gostou e deferiu um golpe no rosto do cidadão. Na cena do havia um carro de policia (civil) e o carro provavelmente do cidadão.

Agora me pergunto, quem era aquele cara? o que ele estava fazendo ali ? que circunstancias levaram o policial a dar uma bofetada na cara dele. seja qual for, penso eu, não valia a violência policial. Uma coisa que pode acontecer com qualquer um de nós.

Depois que aquele cidadão levou o tapa. Percebi em seu rosto que aquele tapa não doeu no rosto, mas sim doía na alma.