Verdades floreadas

Existe é claro, dentro de uma sociedade racional, um tratamento defirenciado entre homens e mulheres.

Não preciso citar aqui qual o tipo de verbetes uso para expressar quando, por exemplo, o Sr Rex me incomoda. também não preciso reproduzir neste blog o que digo ao Erick Renato em nossas ardentes discussões, e pelo amor de minha mãe. Não me fassam dizer qual o linguajar que uso com o Sr Maurício.

Tendo em vista que eu recebi da já citada minha mãe, uma educação digna de um Lord da Inglaterra ou de um cacique Tupinambá.

Preso pelo bom tratamento para as pessoas, principalmente as do gênero feminino, e isso não diz respeito á minha heterossexualidade , mas sim ao fato de as mulheres serem diferentes em tudo e merecerem um melhor tratamento, que nossa atual cultura (Judáico-cristã-ocidental) hora exalta, hora abomina.

Quero perdir dsculpas a Srª Núbia Maria , não porque a maltratei, não faria isso, mas por ter sido educado demais com a mesma. Sim fui educado demais. E uma coisa que aprendi com um amigo meu Dr. Jose Ayrton da Silva;

"educação demais soa como ironia"

Sempre discordei de tal afirmação, afinal educação e cortesia são sempre bem vindas. para mim essa parecia mais uma prosopopéia flácida para acalentar bovinos. sei que as veses algumas pessoas tem muita vontade de romper minha face, mas não irei eu creditar o primata e tambem não vou inflar o volume da bolsa escrotal de ninguém. Digo e repito . Núbia você está certa deve mesmo derrubar, com a extremidade do membro inferior, o suporte sustentáculo de uma das unidades de acampamento, nem deve deglutir o batráquio. Mas, por outro lado não posso proibir a mim de dizer nada, Sequer consideraria a utilização de um longo pedaço de madeira, Sequer consideraria a utilização de um longo pedaço de madeira, pode retirar o filhote de eqüino da perturbação pluviométrica.

Com o carinho devido.
Tom Coyot
COMPARTILHAR:

+1

Verdades floreadas

Existe é claro, dentro de uma sociedade racional, um tratamento defirenciado entre homens e mulheres.

Não preciso citar aqui qual o tipo de verbetes uso para expressar quando, por exemplo, o Sr Rex me incomoda. também não preciso reproduzir neste blog o que digo ao Erick Renato em nossas ardentes discussões, e pelo amor de minha mãe. Não me fassam dizer qual o linguajar que uso com o Sr Maurício.

Tendo em vista que eu recebi da já citada minha mãe, uma educação digna de um Lord da Inglaterra ou de um cacique Tupinambá.

Preso pelo bom tratamento para as pessoas, principalmente as do gênero feminino, e isso não diz respeito á minha heterossexualidade , mas sim ao fato de as mulheres serem diferentes em tudo e merecerem um melhor tratamento, que nossa atual cultura (Judáico-cristã-ocidental) hora exalta, hora abomina.

Quero perdir dsculpas a Srª Núbia Maria , não porque a maltratei, não faria isso, mas por ter sido educado demais com a mesma. Sim fui educado demais. E uma coisa que aprendi com um amigo meu Dr. Jose Ayrton da Silva;

"educação demais soa como ironia"

Sempre discordei de tal afirmação, afinal educação e cortesia são sempre bem vindas. para mim essa parecia mais uma prosopopéia flácida para acalentar bovinos. sei que as veses algumas pessoas tem muita vontade de romper minha face, mas não irei eu creditar o primata e tambem não vou inflar o volume da bolsa escrotal de ninguém. Digo e repito . Núbia você está certa deve mesmo derrubar, com a extremidade do membro inferior, o suporte sustentáculo de uma das unidades de acampamento, nem deve deglutir o batráquio. Mas, por outro lado não posso proibir a mim de dizer nada, Sequer consideraria a utilização de um longo pedaço de madeira, Sequer consideraria a utilização de um longo pedaço de madeira, pode retirar o filhote de eqüino da perturbação pluviométrica.

Com o carinho devido.
Tom Coyot