Inauguração

Casa de Chiquinho. Chiquinho entra em casa, senta no sofá, aparenta cansaço. Olha para o lado e liga a TV. uma manchete lhe chama atenção.


Repórter – ola amigos. Estamos aqui, diretamente da casa de cultura, na praça dos três poderes, onde daqui a momentos, o prefeito Dundum ira inaugurar uma obra de arte. Da artista plástica, mundialmente conhecida, Rachel. A entrada é franca e...


Chiquinho desliga a TV e com certo entusiasmo sai de casa. Praça dos três poderes. O segurança com alguma dificuldade carrega a obra de arte.


Rachel – cuidado... Isso... Ai mesmo (a parte) se essa obra cai da mão desse verme o prefeito Dundum me mata (para o segurança) pode ir meu querido (a parte) já pesou se o Dundum conta pra imprensa o meu passado em paris... (suspira) ah paris


O segurança sai


Rachel – ai meu deus, esta obra tão bela, feita com intuitos tão chulos que eu até me envergonho dela.


A obra reage à afirmação de Rachel


Rachel - mas ela é tão bela


Novamente a obra reage. Entra Lídia, a líder e Maria-vai-com-as-outras.


Lídia – bonita obra


Maria – é, bonita obra.


A obra reage


Rachel - obrigada


Maria – de nada


Lídia – porem se não houvesse nada ai, não haveria diferença.


Maria - nenhuma


A obra reage


Rachel - como é que é?


Maria –(para Lídia) como assim? Não entendi


Lídia - isso mesmo! (alterada) pensa que eu não sei que essa obra e coisa do Dundum pra se promover?


Maria –(para Rachel) pura politicagem


Rachel - o prefeito Dundum é um ótimo prefeito, ele podia estar banhado se em paris (a parte suspirando) ah paris! (para Lídia) mas não ele se preocupa em mandar uma artista do meu gabarito para personificar sua benevolência em arte! Agora com licença que já esta na hora da inauguração


Chega Chiquinho, ele está feliz de ver a obra. Chegam populares e um repórter.


Repórter – olá produção, to no ar? (apronta-se) olá amigos, estamos aqui diretamente da praça dos três poderes, na casa de cultura, onde dar se nesse momento a inauguração de uma obra de arte, ao que tudo indica em homenagem ao prefeito Dundum. Você (aponta um popular) o que você acha que essa obra tem em sua proposta geral que chame tanta a atenção da população? (*antes que o popular responda) sim, isso mesmo você não entende de arte. Você (aponta outro popular) em que você vai votar esse ano?(*) isso, sim, você vai votar no prefeito Dundum. Vamos acompanhar a inauguração que já começou!


Entra Mentor, o assessor, sempre falando ao telefone. Prefeito Dundum, sempre acenando e seu segurança protegendo-o.


Rachel - olá amigos, hoje é um dia de muito orgulho para a classe artística, pois nosso grande prefeito Dundum nos deu a honra de oferecer a população uma obra de arte de inebriante beleza e importância.


Populares batem palmas. Rachel continua a falar com populares


Repórter – já é de nosso conhecimento que o prefeito Dundum já se encontra nas proximidades, vejam, lá está ele (aproxima do prefeito) prefeito Dundum o que você pensa.
Desta obra de arte e quais são os benefícios para a população?

Prefeito Dundum ensaia um resposta, mas Mentor interfere.


Mentor – o prefeito Dundum está investindo milhões em arte e cultura e tem certeza que essa obra vai trazer muitos benefícios para a população


Repórter – mas, prefeito, diga, como anda os projetos para a segurança?

Mais uma vez prefeito Dundum esboça um reação, mas mentor interfere.


Mentor - o prefeito Dundum esta investindo milhões em presídios na cidade e armando não só a policia como também a população


Repórter - a população? Mas prefeito, como estão os projetos para a saúde?


Mentor - o prefeito Dundum está investindo milhões na saúde, existem pesquisas com animais para o desenvolvimento de remédios e tratamento contra as mais diversas doenças.


Repórter - animais? Mas prefeito, como vai os milhões de investimento na área de educação?


Mentor - SE RE-ELEITO, o prefeito Dundum irá investir milhões de dólares na educação existem ótimos projetos já engatilhados para entrar em vigor.


Repórter - mas se já estão engatilhados porque precisa se reeleito? Prefeito Dundum o que você diz sobre aquele escândalo envolvendo seu assessores? E seu partido por que não se pronuncia? E por que o senhor não prenuncia nenhuma palavra? Senhor prefeito, senhor prefeito, senhor prefeito...


Saem mentor, Dundum, o segurança e o repórter atrás.


Lídia - estão vendo, aquele incapaz foi se e deixou todos vocês aqui com esse pedaço de pedra ridículo!


Maria – (para a estatua) ridículo!



Rachel - minha querida pedaço de pedra é o chão que você pisa


Maria –(para Lídia) e verdade o chão é de pedra


Lídia - você é uma artista, deveria se envergonhar de se vender a esses corruptos, o verdadeiro artista não se vende.


Maria -(para Rachel) você não tem vergonha?


Rachel - eu não me vendi!


Maria - (para Lídia) ta loca, ela não se vendeu.


Lídia - vendeu se e eu sei por que, o prefeito Dundum sabe de seu passado, por isso você se vendeu!


Maria - (para Rachel, espantada) oh.


Rachel - não diga o que você não sabe!


Maria - (para Lídia) por favor !


Lídia - Eu não odeio sua arte. Eu odeio os motivos para qual ela foi feita. E todo esse povo se ilude com as esmolas desse filho...!


Rachel – não ofenda quem não te fez nada, esse povo precisa de carinho e atenção e o prefeito Dundum, não podendo resolver todos os problemas do mundo achou um jeito de amenizar a dor desse povo!


Maria -Lídia , veja por este lado


Lídia - pois eu vou abrir os olhos desse povo cego!(para os populares) vocês não vem que ele desvia o seus olhos da sujeira e da corrupção f(para os populares) vocês não vem que ele desvia o seus olhos da sujeira e da corrupção usando a arte para vos acalmar? Será que você não vêem que ele só quer enganar vocês?


Maria - é verdade


Lídia - vamos mostrar que tem a verdadeira forca de mundana? Vamos mostrar que manda nesse pais?


Populares- vamos!


Lídia - vamos mostrar nossa vontade!


Populares – vamos!


Maria - vamos quebra tudo!


Populares se revoltam e destroem ia estaua Alguns saem de fininho outros mostram se arrependidos os restante esta feliz junto com Lídia por Ter destruído a obra, Rachel sai ao prantos e no palco só sobra Chiquinho


Chiquinho - agora todos saíram posso pichar , mas cadê a obra ? (silencio) ficamos sem arte.


fim
COMPARTILHAR:

+1

Inauguração

Casa de Chiquinho. Chiquinho entra em casa, senta no sofá, aparenta cansaço. Olha para o lado e liga a TV. uma manchete lhe chama atenção.


Repórter – ola amigos. Estamos aqui, diretamente da casa de cultura, na praça dos três poderes, onde daqui a momentos, o prefeito Dundum ira inaugurar uma obra de arte. Da artista plástica, mundialmente conhecida, Rachel. A entrada é franca e...


Chiquinho desliga a TV e com certo entusiasmo sai de casa. Praça dos três poderes. O segurança com alguma dificuldade carrega a obra de arte.


Rachel – cuidado... Isso... Ai mesmo (a parte) se essa obra cai da mão desse verme o prefeito Dundum me mata (para o segurança) pode ir meu querido (a parte) já pesou se o Dundum conta pra imprensa o meu passado em paris... (suspira) ah paris


O segurança sai


Rachel – ai meu deus, esta obra tão bela, feita com intuitos tão chulos que eu até me envergonho dela.


A obra reage à afirmação de Rachel


Rachel - mas ela é tão bela


Novamente a obra reage. Entra Lídia, a líder e Maria-vai-com-as-outras.


Lídia – bonita obra


Maria – é, bonita obra.


A obra reage


Rachel - obrigada


Maria – de nada


Lídia – porem se não houvesse nada ai, não haveria diferença.


Maria - nenhuma


A obra reage


Rachel - como é que é?


Maria –(para Lídia) como assim? Não entendi


Lídia - isso mesmo! (alterada) pensa que eu não sei que essa obra e coisa do Dundum pra se promover?


Maria –(para Rachel) pura politicagem


Rachel - o prefeito Dundum é um ótimo prefeito, ele podia estar banhado se em paris (a parte suspirando) ah paris! (para Lídia) mas não ele se preocupa em mandar uma artista do meu gabarito para personificar sua benevolência em arte! Agora com licença que já esta na hora da inauguração


Chega Chiquinho, ele está feliz de ver a obra. Chegam populares e um repórter.


Repórter – olá produção, to no ar? (apronta-se) olá amigos, estamos aqui diretamente da praça dos três poderes, na casa de cultura, onde dar se nesse momento a inauguração de uma obra de arte, ao que tudo indica em homenagem ao prefeito Dundum. Você (aponta um popular) o que você acha que essa obra tem em sua proposta geral que chame tanta a atenção da população? (*antes que o popular responda) sim, isso mesmo você não entende de arte. Você (aponta outro popular) em que você vai votar esse ano?(*) isso, sim, você vai votar no prefeito Dundum. Vamos acompanhar a inauguração que já começou!


Entra Mentor, o assessor, sempre falando ao telefone. Prefeito Dundum, sempre acenando e seu segurança protegendo-o.


Rachel - olá amigos, hoje é um dia de muito orgulho para a classe artística, pois nosso grande prefeito Dundum nos deu a honra de oferecer a população uma obra de arte de inebriante beleza e importância.


Populares batem palmas. Rachel continua a falar com populares


Repórter – já é de nosso conhecimento que o prefeito Dundum já se encontra nas proximidades, vejam, lá está ele (aproxima do prefeito) prefeito Dundum o que você pensa.
Desta obra de arte e quais são os benefícios para a população?

Prefeito Dundum ensaia um resposta, mas Mentor interfere.


Mentor – o prefeito Dundum está investindo milhões em arte e cultura e tem certeza que essa obra vai trazer muitos benefícios para a população


Repórter – mas, prefeito, diga, como anda os projetos para a segurança?

Mais uma vez prefeito Dundum esboça um reação, mas mentor interfere.


Mentor - o prefeito Dundum esta investindo milhões em presídios na cidade e armando não só a policia como também a população


Repórter - a população? Mas prefeito, como estão os projetos para a saúde?


Mentor - o prefeito Dundum está investindo milhões na saúde, existem pesquisas com animais para o desenvolvimento de remédios e tratamento contra as mais diversas doenças.


Repórter - animais? Mas prefeito, como vai os milhões de investimento na área de educação?


Mentor - SE RE-ELEITO, o prefeito Dundum irá investir milhões de dólares na educação existem ótimos projetos já engatilhados para entrar em vigor.


Repórter - mas se já estão engatilhados porque precisa se reeleito? Prefeito Dundum o que você diz sobre aquele escândalo envolvendo seu assessores? E seu partido por que não se pronuncia? E por que o senhor não prenuncia nenhuma palavra? Senhor prefeito, senhor prefeito, senhor prefeito...


Saem mentor, Dundum, o segurança e o repórter atrás.


Lídia - estão vendo, aquele incapaz foi se e deixou todos vocês aqui com esse pedaço de pedra ridículo!


Maria – (para a estatua) ridículo!



Rachel - minha querida pedaço de pedra é o chão que você pisa


Maria –(para Lídia) e verdade o chão é de pedra


Lídia - você é uma artista, deveria se envergonhar de se vender a esses corruptos, o verdadeiro artista não se vende.


Maria -(para Rachel) você não tem vergonha?


Rachel - eu não me vendi!


Maria - (para Lídia) ta loca, ela não se vendeu.


Lídia - vendeu se e eu sei por que, o prefeito Dundum sabe de seu passado, por isso você se vendeu!


Maria - (para Rachel, espantada) oh.


Rachel - não diga o que você não sabe!


Maria - (para Lídia) por favor !


Lídia - Eu não odeio sua arte. Eu odeio os motivos para qual ela foi feita. E todo esse povo se ilude com as esmolas desse filho...!


Rachel – não ofenda quem não te fez nada, esse povo precisa de carinho e atenção e o prefeito Dundum, não podendo resolver todos os problemas do mundo achou um jeito de amenizar a dor desse povo!


Maria -Lídia , veja por este lado


Lídia - pois eu vou abrir os olhos desse povo cego!(para os populares) vocês não vem que ele desvia o seus olhos da sujeira e da corrupção f(para os populares) vocês não vem que ele desvia o seus olhos da sujeira e da corrupção usando a arte para vos acalmar? Será que você não vêem que ele só quer enganar vocês?


Maria - é verdade


Lídia - vamos mostrar que tem a verdadeira forca de mundana? Vamos mostrar que manda nesse pais?


Populares- vamos!


Lídia - vamos mostrar nossa vontade!


Populares – vamos!


Maria - vamos quebra tudo!


Populares se revoltam e destroem ia estaua Alguns saem de fininho outros mostram se arrependidos os restante esta feliz junto com Lídia por Ter destruído a obra, Rachel sai ao prantos e no palco só sobra Chiquinho


Chiquinho - agora todos saíram posso pichar , mas cadê a obra ? (silencio) ficamos sem arte.


fim