Caminhando na Chuva

Chovia Forte e ventava muito. Ela estava tremendo de frio. Olhou para seu guarda-chuva que bravamente resistia como um guerreiro chinês que era. Olhou para seus pés ja sem os sapatos que nenhum conforto davam afogados na água. vinha um carro. Arrisccar pedir Carona? não. Prudência, mamãe pedia a ela. continuou andando o carro passou correndo muito, lhe bannhou com agua barrenta. " correndo desse jeito nessa chuva a essa hora da madrugada?" sábia garota. Ela sabia o que estava fazendo, conhecia a estrada, e todos seus atalhos. caminho longo claro com postos de gasolina abertos 24h? Ou caminho curto, escuro, cercado de mato com uma ou outra casa ao longe. Garota sábia. escolher o obvio da segurança. vinha um onibus, reservado. ascenou. o Motorista Buzinou, piscou duas veses o Farol, o cobrador faltando com respeito gritou " aeoo gostosa!!" parou de andar. "Nojento". mas de quem ela estava falando? do seu marido que pegara transando num motel com um rapaz de 18 anos? de quem robou seu carro as duas da manha? do cara que lhe banhara com agua barrenta? ou do cobrador de onibus que chamara de gostosa?
de deus talvez " por que me abandonaste?" comecou a rir de sua herege piada. ria muito. voltou a caminhar. ruído de carro ao longe. um mal presentimento dispertou o medo. escondeu - se.
uma perua escrito no vidro de tras - Lilian e Liliane meus amores- era seu vizinho, seu compadre , já que era madrinha de liliane, saiu correndo de onde se escondera , mas era tarde demais. continou andando.
A chuva tinha parado. o vento cessado, fechou ou o made in china de 5 reais. e caminhou até o esperado Auto posto 24h que estava fechado. "por que esta merda está fechada?" caminhou muito ate que chegando perto do segundo auto posto que estava aberto e estrahamente Movimentado. resolveu desviar pelo outro lado da estrada e tentar passar sem ser percebida. não conseguiu. dois homens a olhavam apontaram para que um terceiro tambem observasse. comessaram a gargalhar, até que um segurou as partes genitais, apertou e movimentou. ela apertou o passo. virou a curva. agora estava com muito medo. chegava a um lugar conhecido como Vendinha. a vendinha era uma zona de prostituição, mas por la ela passou sem ser incomodada, a não ser por uma prostituta que disse, " colega, você ta com o Renan?" ela respondeu nao apenas com um movimento universal com a cabeça. pronto. passara pelo pior. o medo ja nao etava mais soprando absurdo em seus ouvidos. estava ja perto de casa.
Caminhava na rua do seu perdio o porteiro estava dormindo como sempre. seu marido estava na porta esperando . ela fechou a cara. ele fechou o punho. e acertou seu nariz
sacoiu uma arma calibre 38. disparou em seu peito. afastou se. entegou a arma ao porteiro que iria dar fim na mesma. passou pela portaria. foi até o saguão. chamou o elevador que o levaria até o 15º andar onde durmiria ate a hora de ser acordado por alguem dando lhe a terrivel noticia da morte de sua amada esposa. que com ceertea estava voltando da farra. descobriria que estava sendo traído. as pessoas sentiriam dó. e alguns não sentiriam a sua morte.
COMPARTILHAR:

+1

Caminhando na Chuva

Chovia Forte e ventava muito. Ela estava tremendo de frio. Olhou para seu guarda-chuva que bravamente resistia como um guerreiro chinês que era. Olhou para seus pés ja sem os sapatos que nenhum conforto davam afogados na água. vinha um carro. Arrisccar pedir Carona? não. Prudência, mamãe pedia a ela. continuou andando o carro passou correndo muito, lhe bannhou com agua barrenta. " correndo desse jeito nessa chuva a essa hora da madrugada?" sábia garota. Ela sabia o que estava fazendo, conhecia a estrada, e todos seus atalhos. caminho longo claro com postos de gasolina abertos 24h? Ou caminho curto, escuro, cercado de mato com uma ou outra casa ao longe. Garota sábia. escolher o obvio da segurança. vinha um onibus, reservado. ascenou. o Motorista Buzinou, piscou duas veses o Farol, o cobrador faltando com respeito gritou " aeoo gostosa!!" parou de andar. "Nojento". mas de quem ela estava falando? do seu marido que pegara transando num motel com um rapaz de 18 anos? de quem robou seu carro as duas da manha? do cara que lhe banhara com agua barrenta? ou do cobrador de onibus que chamara de gostosa?
de deus talvez " por que me abandonaste?" comecou a rir de sua herege piada. ria muito. voltou a caminhar. ruído de carro ao longe. um mal presentimento dispertou o medo. escondeu - se.
uma perua escrito no vidro de tras - Lilian e Liliane meus amores- era seu vizinho, seu compadre , já que era madrinha de liliane, saiu correndo de onde se escondera , mas era tarde demais. continou andando.
A chuva tinha parado. o vento cessado, fechou ou o made in china de 5 reais. e caminhou até o esperado Auto posto 24h que estava fechado. "por que esta merda está fechada?" caminhou muito ate que chegando perto do segundo auto posto que estava aberto e estrahamente Movimentado. resolveu desviar pelo outro lado da estrada e tentar passar sem ser percebida. não conseguiu. dois homens a olhavam apontaram para que um terceiro tambem observasse. comessaram a gargalhar, até que um segurou as partes genitais, apertou e movimentou. ela apertou o passo. virou a curva. agora estava com muito medo. chegava a um lugar conhecido como Vendinha. a vendinha era uma zona de prostituição, mas por la ela passou sem ser incomodada, a não ser por uma prostituta que disse, " colega, você ta com o Renan?" ela respondeu nao apenas com um movimento universal com a cabeça. pronto. passara pelo pior. o medo ja nao etava mais soprando absurdo em seus ouvidos. estava ja perto de casa.
Caminhava na rua do seu perdio o porteiro estava dormindo como sempre. seu marido estava na porta esperando . ela fechou a cara. ele fechou o punho. e acertou seu nariz
sacoiu uma arma calibre 38. disparou em seu peito. afastou se. entegou a arma ao porteiro que iria dar fim na mesma. passou pela portaria. foi até o saguão. chamou o elevador que o levaria até o 15º andar onde durmiria ate a hora de ser acordado por alguem dando lhe a terrivel noticia da morte de sua amada esposa. que com ceertea estava voltando da farra. descobriria que estava sendo traído. as pessoas sentiriam dó. e alguns não sentiriam a sua morte.