O medo da tempestade

Cansei de matar
cansei de morrer
entreguei me ao riso
a vida
ao prostíbulo
a sidra
corro entres os carros
ouço a tosse de minha mãe que não me preocupa.
sonho com o dia da felicidade
ver o céu azul
mas resguardo me com medo da tempestade
e se eu estiver nu?





(isso não era pra estar aqui)
COMPARTILHAR:

+1

O medo da tempestade

Cansei de matar
cansei de morrer
entreguei me ao riso
a vida
ao prostíbulo
a sidra
corro entres os carros
ouço a tosse de minha mãe que não me preocupa.
sonho com o dia da felicidade
ver o céu azul
mas resguardo me com medo da tempestade
e se eu estiver nu?





(isso não era pra estar aqui)